sexta-feira, 19 de dezembro de 2008

O superman e um argentino educado


Antes de começar o post eu gostaria de dizer que meu senso patriótico é um pouco estranho. Eu conheço boa parte da história do Brasil, alguns hinos (corretamente) decorados e tenho orgulho por escrever corretamente na minha língua materna. Porém, eu não torço para o Brasil na copa do mundo, não penduro uma bandeira verde e amarela na sacada do apartamento na época das olimpíadas, não curto música popular brasileira ou a tropicália, não gosto de buchada de bode e por último, mas não menos importante, não tenho nada (muito) contra argentinos. Com esse último depoimento estamos prontos para seguir sabendo que não vou ofender (muito) nenhum argentino. Resolvi transformar isso aqui em um espaço para utilidades públicas que possam surgir e dizem respeito a toda humanidade. Nada melhor do que começar com um assunto que interessa a todos, independente do que acredita: O Apocalipse, o fim do mundo, o dia em que a Terra parou. Não sou grande (nem pequeno) estudioso da bíblia, mas todos nós, eu disse TODOS nós, já nos interessamos pelo livro do Apocalipse (que estranhamente não fica no fim da bíblia), é normal de toda criança querer algum spoiler, a curiosidade não é sobre Deus e os anjos e tudo mais, é sobre como todos nós iremos nos foder no final, mas enfim, no livro do Apocalipse, depois de algumas páginas sobre assuntos menos importantes nós nos deparamos com o Anticristo. Eu não sei explicar muito bem o que seria o Anticristo, mas sei que, supostamente, ele seria a encarnação do mal e que seu nome seria Damien, alguns dos outros sinais do Apocalipse e do início (?) dos nossos problemas seriam:
. Um papa nazista
. Guerra, Fome, Peste e Morte (ok, o mundo acabou no século XIV)
. O lançamento de Chinese Democracy do Guns 'n Roses
. Ronaldinho jogando no Corinthians

Pois bem, tudo isso que eu escrevi foi uma breve apresentação para uma notícia chocante (no mau sentido) que li há um tempo atrás¹: O Anticristo é argentino.



Um garoto de seis anos do interior da Argentina (não me pergunte o local porque eu esqueci) começou a falar em aramaico e rir dos padres que tentam benzê-lo. Eu sei que todos nós conhecemos crianças que são a encarnação do demônio, só que esse garoto tem sim suas peculiaridades. A mãe do exu² diz que, além de nunca dormir, o garoto é violento, come com as mãos e parece nunca sentir frio. Muitos de nós poderíamos pensar que ele está apenas sendo um argentino, porém, alguns médicos de algum hospital diagnosticaram o guri como portador de TGD (Transtorno Generalizado de Desenvolvimento), mas mesmo após alguns tratamentos, a criança insiste em ser ruim. Os pais visitaram uma igreja onde aconselharam o exorcismo, só que não é tão simples como parece, como é claro para todos aqueles que assistiram a O Exorcista, a igreja católica tem certas burocracias para praticar o exorcismo (Devem avisar satã em três vias antes de praticar qualquer ato contra ele) e enquanto isso a família argentina sofre com o mal comportamento de seu anjinho. Eu também não sou religiosa, então continuo não tendo nada (muito) contra argentinos e eu não vou dizer "tinha que ser" porque existem sim outras "raças" mais desprezíveis do que a dos argentinos, mas porra, tinha que ser. E sobre o título do post, uma pequena piada:

"Qual é a semelhança entre o superman e um argentino educado?"
Resp: Ambos não existem (hahaha)





¹ Como toda fonte de informação este blog pode estar alguns dias (meses) atrasado, portanto, não se desesperem se começar a chover fogo ou gafanhotos invadirem seu quintal. É apenas o apocalipse.
² Eu sei que Exu não é um demônio e sim alguma manifestação (?) da cultura e religião africanas, mas como todo brasileiro doutrinado pela igreja católica vou usar do meu preconceito e atribuir o mal a religiões mais antigas consideradas pagãs.

2 comentários:

Mr. Secchione disse...

Euri.

Duarte Falleiros de Souza disse...

Superman existe sim.

Aff.. mané